Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E porque não eu?

terapia de reflexão para mentes livres e com paciência, SA ou Lda não interessa, pelo menos pensar não paga impostos

E porque não eu?

estudar para Quê?

por António Simões, em 20.05.15

Aqui, neste pequeno rectângulo à beira mar plantada, verdadeira proa da embarcação europa que fundeou em águas atlânticas, o povo assiste impávido e sereno, como é aliás seu apanágio e ADN, à continua delapidação da sua reserva intelectual. Se tempos houve em que as figuras de prestígio académico e intelectual eram escutadas, ocupando cargos e posições fulcrais na sociedade, hoje em dia restam apenas casos esporádicos, muito provavelmente por uma distracção da cartilha actual. Os requisitos actuais favorecem o chico espertismo, sendo normal encontrar em cargos de relevo pessoas briosamente incompetentes. Agravando este fenómeno, a exportação do produto saído das universidades engrossa cada vez mais os números da emigração, e caso o país recebesse euros pelos canudos exportados, o produto interno bruto aumentaria, e com ele a balança comercial. Os licenciados que entretanto tiveram a ousadia de por aqui ficar tem pouca margem de manobra para fugir a empregos fúteis com margem de progressão igual a zero, e sujeitam-se ao livre arbítrio do mercado laboral que normalmente termina num posto deslocado em relação à sua formação, ou sentados em frente a um computador de um call center, ou no pior dos casos na fila do desemprego que dá a volta ao quarteirão. É assim que um país trata a sua massa crítica, aquela que sai cara aos cofres do estado e das famílias, para no final fazer das tripas coração, não para encher o cofre da família que tenta formar, mas para sobreviver num dia a dia sem grande futuro à porta.

Blogs Portugal

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Posts mais comentados

Tags

mais tags