Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E porque não eu?

terapia de reflexão para mentes livres e com paciência, SA ou Lda não interessa, pelo menos pensar não paga impostos

E porque não eu?

diego armando Maradona

por António Simões, em 25.11.20

Numa altura em que a selecção nacional portuguesa quase nunca se apurava para as grandes competições, a minha paixão pelo futebol não se esgotava no apuramento, e sempre vivi os mundiais de futebol a torcer pela Argentina. Para isso foram decisivas duas coisas: a primeira, o facto do equipamento principal ser o mais parecido possível ao do meu Porto, com o azul a mudar apenas de tonalidade; a segunda pelo facto de lá jogar o melhor jogador de todos os tempos, ainda por cima esquerdino como eu. Do México 86 tenho poucas recordações, mas no Itália 90 sofri a derrota como se argentino fosse, e ainda me recordo de festejar a horas tardias o último golo que Maradona marcou nos EUA 94, antes da Mafia da FIFA se encarregar de o enviar para casa. Como se quer num génio, a sua dose de loucura foi servida em quantidades abundantes tanto ao nível da magia que espalhou no campo de futebol, como na paixão que mostrava sem qualquer restrição, fosse a que nível fosse. Hoje é fácil criticar e apontar o dedo na hora de acusar, mas eu prefiro seguir o caminho da indulgência ao avaliar que não teve a sorte e os recursos que hoje em dia protegem os afortunados, de um desporto jogado e seguido por milhões de pessoas. Diego Armando Maradona foi único e irrepetível, sendo a discussão sobre quem será o melhor de todos os tempos um tema sem qualquer tipo de sentido pois os gostos são subjectivos, as pessoas diferentes, os tempos não são os mesmos, e como ele mesmo disse no filme sobre a sua vida realizado por Emir Kusturica: "qué jugador hubiese sido yo si no hubiese tomado cocaína? ¡Qué jugador nos perdimos! Me queda el mal sabor de boca que hubiese sido mucho más de lo que soy..."

Blogs Portugal

1 comentário

Comentar post

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Posts mais comentados

Tags

mais tags