Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E porque não eu?

terapia de reflexão para mentes livres e com paciência, SA ou Lda não interessa, pelo menos pensar não paga impostos

E porque não eu?

diego armando Maradona

por António Simões, em 25.11.20

Numa altura em que a selecção nacional portuguesa quase nunca se apurava para as grandes competições, a minha paixão pelo futebol não se esgotava no apuramento, e sempre vivi os mundiais de futebol a torcer pela Argentina. Para isso foram decisivas duas coisas: a primeira, o facto do equipamento principal ser o mais parecido possível ao do meu Porto, com o azul a mudar apenas de tonalidade; a segunda pelo facto de lá jogar o melhor jogador de todos os tempos, ainda por cima esquerdino como eu. Do México 86 tenho poucas recordações, mas no Itália 90 sofri a derrota como se argentino fosse, e ainda me recordo de festejar a horas tardias o último golo que Maradona marcou nos EUA 94, antes da Mafia da FIFA se encarregar de o enviar para casa. Como se quer num génio, a sua dose de loucura foi servida em quantidades abundantes tanto ao nível da magia que espalhou no campo de futebol, como na paixão que mostrava sem qualquer restrição, fosse a que nível fosse. Hoje é fácil criticar e apontar o dedo na hora de acusar, mas eu prefiro seguir o caminho da indulgência ao avaliar que não teve a sorte e os recursos que hoje em dia protegem os afortunados, de um desporto jogado e seguido por milhões de pessoas. Diego Armando Maradona foi único e irrepetível, sendo a discussão sobre quem será o melhor de todos os tempos um tema sem qualquer tipo de sentido pois os gostos são subjectivos, as pessoas diferentes, os tempos não são os mesmos, e como ele mesmo disse no filme sobre a sua vida realizado por Emir Kusturica: "qué jugador hubiese sido yo si no hubiese tomado cocaína? ¡Qué jugador nos perdimos! Me queda el mal sabor de boca que hubiese sido mucho más de lo que soy..."

1 comentário

Comentar post

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Posts mais comentados

Tags

mais tags