Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E porque não eu?

terapia de reflexão para mentes livres e com paciência, SA ou Lda não interessa, pelo menos pensar não paga impostos

E porque não eu?

regresso às Cavernas

por António Simões, em 06.01.20

Existem dois fenómenos que competem em estilo, mas juntos assumem uma sinergia preponderante na hora de vilipendiar séculos de evolução humana na área da escrita - as abreviaturas e os emojis. Estes tsunamis activos de proporções épicas têm como epicentro a evolução das tecnologias de comunicação, criando um enredo que, apesar de honrar os cânones da tragédia clássica, traz consigo a nefasta realidade de uma autofagia intelectual globalizada. A aurora das mensagens escritas com caracteres limitados, que despertou o engenho e arte na hora de abreviar palavras, frases e sentidos, deu um golpe tenaz no romanticismo da correspondência, cuja existência foi suspensa na esperança de um e-mail mas quebrada pela estocada final, efectuada pelas redes sociais. São essas mesmas redes, a evolução natural das mensagens de texto, que acompanham a necessidade voraz de uma sociedade sem tempo para parar e pensar, e alimentam a queda intelectual traduzida em textos cada vez mais curtos e sentidos cada vez mais óbvios, onde um like e meia dúzia de emojis substituem a leveza de letras organizadas em palavras, palavras juntas para formar frases, e frase plenas de sentido. Pergunto-me eu em que diferem os emojis de um telemóvel actual e as pinturas rupestres dos nossos antepassados. Esses pelo menos ainda tinham o trabalho de preparar a tinta, pensar e desenhar o que queriam dizer...

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Posts mais comentados

Tags

mais tags