Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E porque não eu?

terapia de reflexão para mentes livres e com paciência, SA ou Lda não interessa, pelo menos pensar não paga impostos

E porque não eu?

Eva

por António Simões, em 28.02.19

Já devo ter esgotado todos os adjectivos possíveis do meu dicionário para descrever a obra de Arturo Perez-Reverte, e o quanto eu gosto dela. Cada livro que termino deixa sempre o desejo do próximo, e com este "Eva" esse sentimento é maior porque trata-se do segundo tomo de uma espécie de saga que agora se iniciou. Lorenzo Falcó percorre as ruas e vielas obscuras do tempo do Franquismo em ascensão, em plena Guerra Civil Espanhola, assumindo-se como verdadeiro sicário em prol daqueles que vão acabar por sair vitoriosos. Falcó exerce a sua actividade numa altura da história da humanidade fértil para as intrigas de espiões, polvilhada com a crescente e galopante vontade de regimes totalitários em tomar poder por qualquer meio - os anos anteriores à 2ª Guerra Mundial. É certo que a Guerra Fria ombreia a esse nível com os anos 30 do século passado, mas enquanto que as loucuras entre Americano e Russos resultaram em meia dúzia de conflitos em territórios neutros, os anos loucos que levaram à 2ª Guerra Mundial resultaram no conflito mais trágico de toda a história, o único em que se largaram mesmo duas bombas atómicas, ficando os números de baixas globais em patamares que consciência alguma é capaz de entender.

o grande Golpe

por António Simões, em 27.02.19

Se no livro que anteriormente li de John Grisham o autor fez um pequeno desvio ao seu habitual, desta vez regressou à sua pista favorita, se bem que novamente com uma pequena diferença! Apesar de regressar ao mundo da advocacia que tão bem conhece, descreve, escrutina e esmiuça, neste livro os advogados ainda não o são. Revelando as dificuldades que os jovens americanos passam para conseguir um curso superior, John Grisham cruza a sua mestria na barra do tribunal com as vicissitudes de um sistema de educação largamente diferente da nossa realidade. As personagens criadas para este livro levam aos píncaros a velha máxima de "a necessidade aguça o engenho", a tal ponto que a sua vida muda completamente do avesso. Bom livro, boa leitura.

casa de Espiões

por António Simões, em 26.02.19

A leitura deste livro apenas pode ser recomendada depois de ler "A Viuva Negra". Não digo que não seja possível desfrutar de mais um bom livro ao belo estilo de Daniel Silva sem a leitura do anterior, mas tendo em conta que ambos se completam recomendo que a cronologia das edições seja seguida. Não tendo lido todos onde aparece a personagem principal, Gabriel Allon já faz parte de outras personagens que gosto de seguir, juntando-se a Tomás Noronha, Falcó e Robert Langdon.

o Manuscrito

por António Simões, em 25.02.19

Fugindo ao seu habitat natural, John Grisham conduz com a sua habitual mestria o leitor por um submundo que eu honestamente não sabia que existia. O mercado negro de obras raras pelos vistos existe, tem pessoas interessadas no mesmo, e para o bem da história da humanidade existem outras que se preocupam em acabar com ele, colocando no devido local aquilo que lá deve sempre estar. John Grisham é um daqueles escritores que nos dá a certeza de bons momentos com a leitura dos seus livros, tendo este duas particularidades: a primeira, que já referi no início, é o facto de fugir do seu normal enredo em torno dos tribunais, advogados, vítimas e culpados; a segunda é o facto de destapar os segredos de um mundo obscuro onde se os ladrões que roubam, e os amantes que pagam somas exorbitantes de dinheiro, numa mistura de gente apaixonada... claro que uns pelas notas de valor monetário, e outras pelas notas deixadas por escritores cujos pensamentos ecoam pela eternidade.

uma breve história da Economia

por António Simões, em 24.02.19

Não se preocupe o leitor, que este artigo não o prentende esclarecer com uma visão sobre a história da economia, pois recursos para tal tarefa se encontram em carestia no portfolio deste seu humilde projecto inacabado de escritor. O título refere-se ao livro escrito por  Niall Kishtainy, obra que é uma espécie de economia para totós que, como eu, precisam de alguém muito mais inteligente e conhecedor desse mundo curioso criado pelo ser humano, onde a matemática se mistura com política, filosofia e psicologia. Sendo realmente breve, não se poderia pedir mais do que aquilo que é transmitido, sendo um bom recurso a utilizar quando se quer compreender algo que até ao momento ainda não foi totalmente compreendido.

a viuva Negra

por António Simões, em 23.02.19

Tocar no assunto do terrorismo da forma como Daniel Silva se debruçou neste livro, foi algo de tão necessário como de perigoso. Assunto frequente no jornais, o terrorismo sempre acompanhou de mão dada a evolução do homem, confirmando que aquilo que todos tomamos como assente nada mais é do que uma falácia de nós próprios. Existisse uma evolução efectiva e as guerras há muito que já deveriam estar arredadas do nosso dia-a-dia, fazendo apenas parte dos livros de história. Tal não acontece e a culpa não morre solteira, porque todos somos a parte de um todo que está muito longe de encontrar o consenso e a chave para uma co-existência pacífica de compreensão e aceitação do diferente, ou mesmo do igual. De uma forma mais tendenciosa, Daniel Silva conduz o leitor na espionagem do século XXI, num mundo onde o ódio, a vingança e a crueldade podem perfeitamente sair das páginas escritas de um romance, ou mesmo de um jornal...

sem Filtro

por António Simões, em 19.02.19

Normalmente não me guio por tendências, mas também não sou sobranceiro ao ponto de achar que em circunstância alguma não me deixei levar por algoritmos maquiavélicos, que nos levam de forma completamente manietada a fazer algo que não passa pelo filtro da nossa razão. Hoje em dia, mais do que nunca em toda a história da humanidade, não precisamos de um mas de vários filtros dispostos em camadas de inteligência que nos permitam fazer escolhas acertadas, escrupulosas e certas daquilo que devemos levar e ter em conta, na hora de uma simples compra, no momento de um comentário, na postura de uma opinião, ou na escolha do companheiro da mesa de cabeceira. Sempre que preciso de um livro novo, desperta em mim uma espécie de adrenalina que mistura a excitação de uma obra que me surpreenda e que eu devore versus a temeridade de fazer uma escolha errada e acabar defraudado por um punhado de páginas que me acaba por devorar. Seguir o rebanho nunca foi minha tendência, mas sempre passo uma vista de olhos pelos títulos mais vendidos para verificar se a minha sintonia está no mesmo comprimento de onda que o da maioria. Foi assim que verifiquei uma vez mais que os filtros a que atrás me referia, estão cada vez mais rotos e permeáveis à imbecilidade pois no topo de vendas encontra-se o recente livro lançado pelo antigo presidente do Sporting - Bruno de Carvalho. Coincidência, ou não, o título de mesmo é "Sem Filtro"... palavras para quê.

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Posts mais comentados

Tags

mais tags