Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E porque não eu?

terapia de reflexão para mentes livres e com paciência, SA ou Lda não interessa, pelo menos pensar não paga impostos

E porque não eu?

artistas de Hoje

por António Simões, em 30.03.18

Muito possivelmente não se assistia a algo assim, desde o tempo em que Michelangelo di Lodovico Buonarroti Simoni (Miguel Ângelo para os amigos) teve que tapar com vestes as vergonhas das figuras bíblicas pintadas no tecto da Capela Sistina. Não estando totalmente ao corrente do caso, o certo é que visionei nas notícias de hoje que um artista - o que foi responsável belo busto que dá o nome ao Aeroporto que sendo da Madeira já teria uma graça por si só - cedeu ao pressão. Bonita ou feia, parecida ou não, uma obra artística será sempre julgada pelo critério de cada um, sendo a decisão final pertença do juiz da mesma, ou seja, do seu criador. Tal como alguns juízes das leis, o juiz do dito busto deixou-se corromper no momento em que decidiu fazer uma nova obra para substituição da antiga, cedendo à pressão imposta por uma sociedade globalizada, demonstrando assim o ridículo a que se chegou nos dias de hoje, fruto da democratização da imbecilidade. Ficam apenas a salvo os antigos mestres que descansam na paz das suas memórias criadas sob as mais diversas formas e expressões. Seria a Mona Lisa a mesma se obrigassem Leonardo a fazer o buço da senhora... a pergunta fica para reflexão posterior...

cretinismo Mundial

por António Simões, em 21.03.18

Pode ser pouco, muito pouco ou insignificante o alcance, mas o prazer que tenho de partilhar as minhas ideias com quem as quiser ler é algo que me transcende, colocando-me assim a jeito para pertencer a essa nova filosofia de vida que é dogma para a nossa sociedade actual - o cretinismo. No entanto, sendo um singular incógnito que apesar de tudo pode muito bem ser identificado, essa doutrina não tem em mim um atento seguidor, apenas podendo ser confundida pelo fruto das circunstâncias. O que não é coincidência é o que eu vejo todos os dias, e que me leva a pensar mais uma vez onde está a consciência colectiva ou, para não ser tão abrangente, pelo menos uma ou duas consciências que partilhem da minha opinião mas que tenham uma projecção que pudessem colocar a pensar essa adormecida consciência colectiva. Os exemplos são vários, mas como são recentes as declarações de Cristiano Ronaldo na gala "Quinas de Ouro" fico por este caso concreto. Pedir ao jogador que já mais do que conquistou o seu direito a pertencer à História dos Deuses do Futebol que tenha um discurso de prémio Nobel é estúpido, pedindo apenas algo tão simples e singelo como o exemplo. E nesse aspecto Cristiano Ronaldo é apenas mais um cretino da nossa sociedade confortavelmente estabelecida no cretinismo patológico. Poderia ter sido num registo humorístico que ouvi dizer "três filhos em quatro meses é mais um recorde", mas tendo em conta que falamos de crianças acho que é demasiado grave, e comparar o milagre da vida a acertar com uma bola no fundo das redes é do mais cretino que se poderia ouvir. A sociedade ouviu, riu e aplaudiu, o que até está bem certo porque nada melhor do que um conjunto de cretinos para reconhecer outro semelhante.

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Posts mais comentados

Tags

mais tags