Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E porque não eu?

terapia de reflexão para mentes livres e com paciência, SA ou Lda não interessa, pelo menos pensar não paga impostos

E porque não eu?

verão Quente

por António Simões, em 03.07.13

O verão chegou, e com força, durante os últimos dias. Os recentes acontecimentos que ontem tiveram o expoente máximo podem muito bem estar relacionados com a contenção de despesas, que impediram o funcionamento do ar condicionado dos corredores de S.Bento e afins. Com a temperatura a subir, o verniz estalou. Esta coligação cujas juntas de dilatação tem vindo paulatinamente a ceder viu ontem o seu fim. Agora assistimos, ao melhor estilo Poncio Pilatos, a um lavar de mãos e empurrar da responsabilidade por parte dos dois grandes dirigentes que há dois anos se uniram para derrubar um governo maioritário de um só partido. O regabofe que de lá para cá se verificou deixou o país como as iniciais dos dois partidos do governo, PPD e PP... um Portugal em Pedaços. Tendo em conta a nossa situação de resgate financeiro, com esta crise política à porta, está garantido um verão quente como já não se via desde 1975. PPCoelho saiu ontem pela porta das nossas desgraças, falando em frente da lareira que nos habituamos a ver nas alturas críticas em que fala ao país, para garantir que não abandonará o cargo. A sua ciência política ficou verdadeiramente revelada, quando garantiu que vai procurar o consenso com o outro partido da governação para continuar em frente. Pedro... então o líder do outro partido demite-se e o que tens para nos dizer é que vais procurar consenso? O teu número 1, o craque da economia que te negou por três vezes, disse basta e tu nomeias uma senhora envolvida num escândalo político? Estamos a dar um passo em frente para o abismo e dizes que vais tranquilamente para Berlim? Garantidamente a inépcia governativa é certa e garantidamente o povo pode muito bem ser sereno, mas não é burro...

adeus Vitinho

por António Simões, em 02.07.13

O blog não tem som, mas bastará ao leitor recordar a musica do Vitinho da Milupa, para acompanhar esta versão dedicada ao ministro demissionário:

 

Estava na hora do vitinho

Por-se a bulir

E os tugas, sem pilim

Voltam a sorrir

 

e amanhã cedinho,

bem cedinho acordará

de rosto composto

sem olheiras

e bem disposto

 

Boa viagem

Não voltes

Até nunca mais

isto é um Assalto

por António Simões, em 01.07.13

O nome de Francisco Louça despertou-me o interesse, que juntamente com o facto de ser em banda desenhada levou-me a adquirir esta obra. Em resumo trata-se de uma pequena publicação escrita de forma inteligente, com ilustrações divertidas que ajudam a entender melhor as informações de âmbito económico que são apresentadas. Em certas partes parece que se está a escutar um daqueles discursos inflamados do antigo líder do Bloco, que mais do que ninguém levantou e continua a levantar o véu da vergonha e do escândalo da alta finança nacional e internacional. Um excelente livro para quem não percebe nada de economia, ou seja, uma espécie de "A origem da crise para totós".

Blogs Portugal

Pág. 2/2

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Posts mais comentados

Tags

mais tags