Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E porque não eu?

terapia de reflexão para mentes livres e com paciência, SA ou Lda não interessa, pelo menos pensar não paga impostos

E porque não eu?

maus Lençóis

por António Simões, em 30.06.11

Uma semana após estar consumado o assalto ao comando técnico do FCP, o Chelsea apresentou ontem o seu novo treinador. André Villas Boas por acordo com o novo patrão, renegou a língua de Camões e Saramago para responder ao jornalistas presentes na sala. Nessa conferência de imprensa voltou a frisar a dificuldade que sentiu (coitado) ao abandonar a sua cadeira de madeira sem apoio de sonho, que usava para se sentar no escritório onde comandava a equipa de futebol do seu clube do coração. Acrescentou ainda, que foi para o Chelsea apenas movido pelo desafio, pois o FCP chegou mesmo a bater a proposta do clube de bairro londrino. No entanto essa informação foi desde já desmentida pelo comando da Troika em Portugal, que a ser verdade iria vetar esse aumento do vencimento. O jovem treinador ainda referiu que inclusivamente a família se opôs a esta decisão, problema que se estendeu agora para as terras de sua majestade. De facto, como na família ninguém lhe fala, André teve de levar consigo o cão e o canário para o Hotel onde se encontra alojado. Os bichos, como mostra da indignação que sentem por esta traição ao FCP não ficam sossegados. O cão ladra durante o dia e uiva pela noite, enquanto que o canário assobia durante todo o santo dia. O resultado está à vista, e chovem as reclamações dos utentes do Hotel. Perante estes factos, poder-se-ia dizer que estaria em maus lençóis, no entanto o que lhe vale é ter um patrão rico, que já se prontificou a comprar o hotel para resolver o incómodo. Enfim, fortunas...

cortes no Parlamento

por António Simões, em 29.06.11

Não é novidade o facto do novo PM já ter anunciado que o governo e parlamento não vão fechar para férias. Não sei até que ponto isto é uma boa ou má notícia! Também não é novidade que o garrote que  o FMI nos deixou vai ainda ser mais apertado pelo novo executivo. O que é novidade, graças à constante procura do furo jornalístico por parte das equipas de investigação deste blog, são as medidas de contenção que se preparam para diminuir a despesa da máquina parlamentar. No que diz respeito ás idas ao santuário do aliviamento, as mesmas vão passar a ser cronometradas, dispondo cada parlamentar de um saldo mensal de minutos, que no caso de ser ultrapassado é sujeito ao pagamento de uma coima. Para além disso, cada parlamentar só poderá gastar 4 quadrados de papel higiénico em cada utilização. A cantina do parlamento vai passar a ser exclusivamente vegetariana, isto porque a carne está cara, e dessa forma os parlamentares obesos deixam de gastar dinheiro em produtos de emagrecimento. O café nas comissões parlamentares vai ser substituído por chicória. Os decretos de lei mais antigos, arquivados até agora, vão ser reciclados de modo a se utilizarem para folhas de rascunho. As viagens de avião passam a ser exclusivamente em classe turística, sendo a dormida apenas permitida em hotéis de 2 estrelas ou inferior. Nas recepções a líderes estrangeiros, caberá à primeira-dama presidenta, e à primeira-dama ministra, a confecção do repasto. Será curioso neste ponto provar esta mescla entre a cozinha portuguesa e a cozinha crioula. Já estou a imaginar um cozido à portuguesa acompanhado por mandioca.

escolha Duvidosa

por António Simões, em 28.06.11

 

Não considero que para se dirigir uma equipa de futebol, seja um pré-requisito ter jogado à bola. Também não acho que para se ser ministro da saúde, tenha de ter formação na área. No entanto, a escolha de Paulo Macedo para este ministério deixou-me algo preocupado. Apesar de saber que fez um excelente trabalho na modernização e informatização da máquina fiscal do estado, revelando-se como um excelente profissional e com toda a certeza uma pessoa capaz de ocupar qualquer cargo, existem dois factores que somados não abonam a seu favor. Em primeiro lugar, esta nova maioria, como deixa bem claro nos programas políticos, pretende fazer com que o sistema de saúde seja tendencialmente gratuito. Em segundo lugar, o último cargo ocupado por este senhor foi o de administrador da Companhia Portuguesa de Seguros de Saúde, S.A. (Medis). Para bom entendedor...

o Copianço

por António Simões, em 27.06.11

Por se tratar de uma matéria de cariz tão importante, demorei alguns dias para meditar sobre o assunto. A notícia acerca do copianço colectivo, efectuado por futuros magistrados durante a realização de um teste no Centro de Estudos Judiciais, provocou algum celeuma nos órgãos de comunicação, e entidades competentes. Hipócritas! Quem nunca pecou que atire com a primeira pedra. O copianço em certos casos deveria de ser encarado como uma característica bem portuguesa, ajustada a nossa famosa fama de desenrasque. Em alguns casos poderá assumir contornos de arte, bem como ombrear com a mais recente tecnologia de ponta. Por todos estes factores deveria de existir um pouco mais de respeito nesta forma de estar. Para além disso, quem faz um teste do tipo Americano, não pode estar à espera de grandes explicações... é só por a cruzinha e já está.

novo Governo

por António Simões, em 24.06.11

Por vezes sou algo distraído, mas parece-me que durante a campanha eleitoral o slogan “10 ministros para governar Portugal” andou na baila da campanha do PPD/PSD. Tendo em conta que afinal se chegou à conclusão que são necessários 11, já se poderá considerar esta mudança aritmética como um primeiro desvio das metas deste novo executivo. Também no que ao tema de paridade diz respeito, este governo desce em 11% (é só fazer as contas), de presença feminina, que é sempre bem-vinda. Já no campo de originalidade, tenho que dar mérito ao anterior plantel, pois sempre tinham um Serrano a tratar da agricultura, uma Pássaro a tratar do ambiente e uma escritora a cuidar da educação. De resto, desejo os maiores sucessos governativos a esta nova equipa... a bem de todos nós.

estou Curioso

por António Simões, em 23.06.11

Na pacatez do meu blog, diariamente tenho alguns fieis leitores que gentilmente se debruçam sobre os meus pontos de vista sobre os mais variados temas. Só quando estive nos destaques do sapo, em meados de Março passado, é que esse estado foi melindrado com a visita diária de várias centenas de visitas. No entanto, quando hoje vou verificar o meu e-mail, constato com cerca de 30 comentários ao meu post "o Supermercado", e mais surpreendido fico quando vejo que o contador do blog passou a ter o dobro de visitas do total do dia anterior. Todos os comentários são bem vindos, inclusivamente os mais infelizes e desproporcionados, pois a ideia de um blog é mesmo a livre partilha de ideias e opiniões. No entanto, se alguém souber qual o motivo para tanta azáfama em torno deste post/blog, que deixe um comentário que eu agradeço. Entretanto, desfrutem de ler os meus post, como eu desfruto em faze-los.

o Supermercado

por António Simões, em 22.06.11

José Mourinho, Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, José Bosingwa e agora André Villas-Boas. O meu FC Porto está para o Chelsea como o Continente para a minha despensa. Se fosse para outro clube, até não custava tanto, mas ir para um dos Clubes financiados por magnatas do petróleo é mais um exemplo de como se pode vir a acabar paulatinamente com o espírito do futebol. Será que estes rios de dinheiro são todos legítimos, e na realidade estarmos a assistir ao maior branqueamento de capitais nas barbas de todo o mundo? Até que ponto se vai continuar a permitir estes assédios pornográficos de russos e árabes? Admiro clubes como o Real Madrid, Barcelona e Manchester United que conseguem os seus dividendos fruto da actividade em torno do futebol, enquanto que repudio veementemente clubes como o Manchester City e Chelsea que se baseiam em financiamentos destes meninos mimados, que fazem destas equipas uns autênticos brinquedos. Já agora, não querem levar também o relvado, estádio e roupeiros juntamente? Levem tudo, porque como sempre o FC Porto vai saber dar a volta por cima, e sempre sem loucuras. Deve ser uma espinha muito entalada para esses senhores, o facto de um clube de orçamento baixo como o Porto ter 2 Taças dos Campeões Europeus e eles não terem porcaria nenhuma. É uma honra ser Portista. Já a honra do jovem André foi facilmente adquirida por 15 milhões, passando de cadeira de sonho, para um sofá de sonho...

pobre Nobre

por António Simões, em 21.06.11

Se na primeira volta o resultado não augurava grandes voos, na segunda ainda foi pior tendo diminuído por um o número de votos. O que me deixa preocupado, é que logo na primeira oportunidade a coligação que nos governa não se entendeu, e o pior é o facto de que nem todos os deputados do PSD votaram no candidato apresentado pelo partido. Poderá atribuir-se a culpa ao facto do Drº Nobre no momento de se sentar estar a dirigir-se para a bancada socialista, no lado esquerdo do hemi-ciclo... tendências. Foi necessária a rápida intervenção de uma deputada do PSD para orientar o novo deputado. No entanto, o verdadeiro motivo pelo qual o deputado não foi eleito tem por base a sua formação profissional. Como Presidente da Assembleia da República iria ter o seu tempo muito preenchido, enquanto como deputado fica mais disponível para outros assuntos, nomeadamente os que se referem aos problemas do tracto urinário dos deputados. Por isso, os deputados em vez de o elegerem, preferiram ter um bom urologista sempre à mão para uma opinião à borla. Afinal de contas estamos em crise, e parlamentares aliviados pensam mais e melhor.

passos do Acordo

por António Simões, em 20.06.11

Logo nas primeiras reuniões, era necessário levar todo o arsenal político de cada lado, sendo imprescindível a presença dos fieis assessores, também conhecidos na linguagem vernácula política como "ministeriáveis". O clima reinante de cooperação era apanágio destes encontros. Durante estas sessões, ficamos a saber que ambos os líderes estão dispostos a prescindir das suas férias, para que o país não se atrase. Ou será que vão aproveitar enquanto os portugueses se encontram distraídos, a beneficiar das suas merecidas férias, para efectuar as medidas que, segundo eles, a troika não implementou com severidade suficiente?

 

Num momento de descontracção, Passos diz a Paulo:

- pronto, ficas com um ministério para ti, talvez o da defesa, e não se fala mais nisso.

Ao que Paulo responde com um rotundo...

 

Perante esta posição, Passos decide abrir os cordões à bolsa e sugere a Paulo:

- ok, talvez esteja a ser demasiado obtuso. A percentagem de votos que o CDS teve, justifica na realidade 2 ministérios.

Paulo olha para passos, e as imagens falam por si...

Com aquele olhar felino de quem está pronto a partir para a porrada, Passos, com medo de perder o companheiro da coligação apresenta a proposta final:

- 3 ministérios e nem mais.

Com o objectivo à vista, Paulo corre em busca da esferográfica BIC (escrita fina) para assinar o acordo...

 

No final, o acordo é selado com o belo bacalhau. Durante as fotos, Passos diz a Paulo:

- és um osso duro de roer...

 

o Acordo

por António Simões, em 17.06.11

 

Ontem, PSD e CDS chegaram a acordo, em cerimónia muito bem encenada, na qual o número de bandeiras de Portugal correspondia ao número de seguidores dos respectivos séquitos. No entanto, temos que dar viva voz às minudências do partido minoritário. Se logo nas primeiras reuniões causou furor a deslocação, de lambreta, de um dos membros da troika centrista, ontem à noite, Paulo Portas não ficou por menos, e fiel ao seu sentido de encenador encapuçado soube mais uma vez chegar ao coração das pessoas. A caneta que usou para assinar o acordo, era do mais simples que existe, só faltava estar roída na ponta como no tempo da escola. A caneta escolhida pertencia ao portefólio de uma empresa portuguesa de esferográficas falida, e assim permite alertar para o ressuscitar da economia portuguesa. Grande Paulo, sempre um passo à frente do Passos.

 

s.l. (B)enemérito

por António Simões, em 16.06.11

Em primeira mão, a equipa de investigação deste blog teve acesso ao dados do Instituto Nacional de Estatística, referentes ao 2º trimestre de 2011. O desemprego em Portugal diminuiu, contribuindo muito para o efeito a política de aquisições do Sport Lisboa e Benfica. Segundo os últimos números apurados, o plantel encarnado para a próxima época passou a barreira dos 40 jogadores, estando muito próximo de alcançar um feito inigualável, que é a possibilidade de contar com 4 equipas completas. Fontes ligadas ao fenómeno futebolístico revelaram a possibilidade desta desenfreada contratação de jogadores se manifestar por contágio a outros clubes, contribuindo ainda mais para a diminuição dos números de inscritos nos centros de emprego. De acordo com a casa civil do presidente da república, prepara-se a atribuição da condecoração da ordem de mérito empresarial, fruto desta actividade de recrutamento desencadeada pelo clube da luz... quando está ligada, claro está.

as Validades

por António Simões, em 15.06.11

Reparei por uma mera casualidade, que a validade de alguns desodorizantes, depois de abertos, pode chegar aos 36 meses. Por um lado, esta informação deixou-me verdadeiramente preocupado, na medida em que poderá levar alguém mais desleixado e poupado  tentar fazer com que consiga prolongar o uso da bisnaga, de modo a fazer render o peixe, com o resultado nauseabundo que certamente ocorrerá. Acho que deveria ser proibido validades tão longas neste tipo de produtos. Por outro lado, acho que se poderia colocar este prazo aos governos e ministros que o compõem. O melhor mesmo será deita-los fora, antes de começarem a cheirar mal…

polícia Não

por António Simões, em 14.06.11

Poderá vir a ser algo de inédito no mundo desportivo, no caso de se vir a confirmar a ameaça deixada no ciberespaço, mais precisamente no sítio da internet do SL Benfica. Em comunicado oficial, o clube encarnado mostra profundo desagrado pela actuação do dispositivo policial no encontro de futsal contra o Sporting CP, considerando que houve excesso de zelo. Para além disso, acrescentam a possibilidade de anular a presença policial nos encontros em que a equipe encarnada esteja em competição. Fantástico! Se isto pega como moda os campos de futebol vão passar a ser definitivamente campos de batalha como nos bons velhos tempos, da idade média. Chama-se a isto, uma boa oportunidade que se perdeu para se estar calado.

cai neve em Luanda

por António Simões, em 13.06.11

Foi recentemente noticiado a descoberta de uma burla, no valor de cerca de 300 milhões de dólares do tio sam. O estado Angolano foi a entidade visada, através de um esquema de vendas fictícias de bens e serviços dos mais variados tipos. Na peça jornalística que televisionei, um dos destaques desta burla foi a venda de limpa-neves com destino final a fria e gélida Angola?! Poderão acusar as entidades que se deixaram levar neste esquema de incompetentes, inocentes, ou mesmo dementes, eu considero apenas que o único adjectivo que se lhe poderá atribuir será o de previdentes. Na realidade, fenómenos como o el niño têm demonstrado que o clima já não é o que era, pelo que nada como prevenir. Além disso, posso desde já adiantar em primeira mão, depois de apurada investigação, que este esquema foi parado ainda a tempo de impedir a venda de várias toneladas de sal que serviriam de adjuvantes aos limpa-neves, no desimpedimento das estradas atoladas de neve de Luanda. Vamos ver a quem dará a meteorologia razão, e se tenha de mudar a letra da música do José Cid.

o Desmame

por António Simões, em 09.06.11

Existem variadas formas de libertação de vícios, umas mais suaves, outras mais violentas. Tecnicamente falando, o termo desmame é o que mais se usa quando, por exemplo, é necessário deixar de consumir um determinado fármaco, o que para o efeito se consegue recorrendo a fármacos do mesmo grupo mas com um potencial de dependência menos evidente e mais facilmente controlado. Outra técnica consiste na redução gradual da dose, até à finalização do consumo ser conseguida. Pelos vistos, o ex-presidente do nosso fiador FMI, Dominique Stass-Khan, considera estas práticas obsoletas, e prefere radicalizar mudando de grupo terapêutico. Assim, na sua mansão de luxo onde vive em prisão domiciliária, procurou contratar para pessoal de limpezas apenas membros do sexo masculino. Resta agora esperar que num acesso de delirium tremens, não perca a cabeça e se desafogue no que encontrar mais à mão.

manobra de Diversão

por António Simões, em 08.06.11

 

Na legislatura anterior, as escutas telefónicas foram matéria constante na comunicação social. Este blog, sempre na vanguarda da informação, e procurando que essa arte não se faça esquecida na governação que se segue, detectou a seguinte conversação:

Clientela - Ó Passos, porra pá, então agora que ganhaste mesmo as eleições, vais ter de cumprir com a redução dos ministérios pá! E o pessoal, como vai ser, onde os encostamos? Ainda por cima vais ter que dar uns rebuçados ao paulinho senão o gajo não se cala.

PPC – Caro amigo, na verdade não tem porque se preocupar, já pensei nisso e tenho o problema resolvido de forma a agradar a todos. Criamos um grupo “independente” de controlo da execução orçamental, e assim, de uma cajadada matamos dois coelhos, no sentido figurativo claro está. Por um lado, com esse grupo podemos meter lá quem quisermos, e por outro, dessa forma assumo uma posição de rigor e idoneidade perante a opinião pública.

Clientela – Mas não te parece que vão achar estranho criar um grupo para controlar algo que quem nos governa, de verdade, já o faz. Afinal de contas, o FMI vai fazer isso periodicamente para salvaguardar a sua pele. Ao primeiro deslize os tipos tiram-nos o tapete. Com isso não estás a criar mais um grupo de pessoal para encher chouriços?

PPC – Também pensei nesse aspecto, e por esse motivo me apressei a apresentar esta medida. No meio desta euforia de mudança, pode ser que ninguém se lembre disso. Veja lá que até o padrinho Silva anda numa roda viva de contactos para ver ser forma um governo num tempo recorde. O sonho está a dias de ser atingido. Um governo, um PM e um presidente. Já diz o lema de Deus, pátria e família. Ops, desculpe queria dizer paz, pão, povo e liberdade.

 

a Varrer

por António Simões, em 07.06.11

Fontes ligadas ao FC Porto adiantaram ao CA deste blog, a inclusão para a próxima temporada de uma equipa de treino de pulgas amestradas. Depois de uma época como esta, foi a única forma de encarar com algum desafio e colocar um objectivo realmente difícil para a época que se avizinha. Após a conquista da Supertaça, Liga Portuguesa, Liga Europa e Taça de Portugal em Futebol e de se sagrarem vencedores dos campeonatos de Andebol, Basquetebol e Hóquei em Patins (decacampeões), a direcção do clube mostra-se preocupada com a esmagadora supremacia desportiva, pelo que a procura de um feito verdadeiramente novo se tem revelado complicado. Deste modo, inventando uma nova disciplina será possível destinar uma modalidade do clube a novos voos, tendo em conta que as modalidades existentes arriscam-se todos os anos ao de sempre, ser CAMPEÕES.

leitura dos Resultados

por António Simões, em 06.06.11

 

Nos períodos mais marcantes do Portugal pós-25 de Abril, tendo sempre um papel interventivo e preponderante, o povo deu frequentemente voz ao Partido Socialista, em sucessivos governos nos quais o processo de normalização democrática era peça fundamental no puzzle de reconstrução nacional. Mário Soares, líder desse partido, soube encaminhar o país para o colo da Comunidade Económica Europeia, onde, decorrida metade da década de 80, o governo PSD se encarregou de gerir os rios (ou seriam oceanos) de dinheiro, que oriundos do velho continente chegavam à tugalândia. Farto da ineficácia de 10 anos de condução cavaquista, o PS surge de novo à frente do governo com uma tímida maioria que não era absoluta, marcando este período por uma governação periclitante que fez com que a mesma se fizesse à custa de sandes de queijo para dar força. Assim, volta novamente uma maioria absoluta em Portugal, mas à conta de dois partidos que se comprometeram na campanha a um choque fiscal de redução do IRS e IVA, mas meses passados e classificando o país como “de tanga” sobem o IVA para ter dinheiro para um par de cuecas, que seria algo sempre mais decente. Indecente foi a vergonha que este executivo conduziu o nome do país, na participação do maior embuste mundial com cimeira na base das Lages, nos Açores. Depois de poucos anos de governação frustrada, qual rato a sair do navio, o líder do PSD dá de frosques para o estrangeiro, deixando numa sucessão dinástica o governo nas mãos de um galã da noite. O resultado foi a primeira maioria absoluta da história do PS, a qual perdeu durante um período marcado pela mais grave crise económica mundial e todas as vicissitudes que se conhecem. Posto isto, as novidades, decorridas as eleições deste ano são:

- José Sócrates, ao contrário dos anteriores líderes de maiorias absolutas (Cavaco e Durão), deu o peito às balas, mesmo contra todas as campanhas de ignomínia que foi sujeito, e submeteu-se à vontade eleitoral;

- Pedro Passos coelho, com a vitória eleitoral, ganha uma pesada herança, na medida em que vai pela primeira vez liderar um governo PSD em tempos de crise;

- o povo decidiu-se por um governo de maioria de direita, alheio ao facto de já sermos governados pelos agiotas do FMI e por um presidente da república da mesma cor política;

- esse mesmo povo deu vitória folgada ao partido "que bem se está na praia", mais conhecido por abstenção, constribuindo para o descrédito da classe política portuguesa.

A história, a cada um, saberá atribuir-lhe os devidos lugares.

eleições à Semana

por António Simões, em 03.06.11

Numa pesquisa exaustiva da blogosfera, encontrei um paradigma que quero aqui deixar como desafio aos sociólogos deste país. Analisando as visitas diárias de um grande número de blogues, verifica-se que o pico de actividade se encontra nos dias úteis da semana, registando-se uma quebra acentuada no fim de semana. Ora, por um lado, poder-se-á concluir que o pessoal tem mais tempo durante o período laboral para navegar na internet, do que faze-lo na altura de ócio oficialmente estabelecida. Por outro prisma, o pico de actividade intelectual durante o qual o povo procura avidamente todo o tipo de informação, bem como intervenção, é exclusivo dos dias da semana. A bem ver, este facto pode justificar muita coisa, pois, tendo em conta que as eleições são sempre ao Domingo e à luz desta informação (que o gentil autor deste blog partilha gratuitamente), este é o dia em que a capacidade intelectual está ao ralenti, o que explica os elevados níveis de abstenção que sempre se verificam nestas alturas. Resta sugerir se não será útil na próxima revisão da constituição mudar para o dia da semana os escrutínios a efectuar… sempre se teria menos abstenção… e provavelmente mais votos em branco…

sondagens Curvas

por António Simões, em 02.06.11

As mais recentes sondagens indicam um aumento da intensão de voto no partido liderado por Passos Coelho, destacando-se finalmente do empate técnico que teimosamente subsistia ao longo desta campanha eleitoral. No entanto, se olharmos para a evolução das mesmas ao longo destes últimos meses, verificamos que têm manifestado diferentes tendências, do que se pode concluir que o eleitorado não sabe bem para onde se virar. A grande dúvida está entre culpar um indivíduo que teve a infelicidade de governar no tempo errado, e o medo de dar o governo a outro que não sabem se será capaz de domar este cavalo chamado crise. Mas no meio desta análise, um facto concreto pode ser estipulado. As variações que se tem verificado nas sondagens encontram um paralelismo no discurso político do líder que ontem saiu delas beneficiado, pois, tando versa à direita, como à esquerda e ao centro, um autento cata-vento político.

Blogs Portugal

Pág. 1/2

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Posts mais comentados

Tags

mais tags