Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E porque não eu?

terapia de reflexão para mentes livres e com paciência, SA ou Lda não interessa, pelo menos pensar não paga impostos

E porque não eu?

leitura de 2013

por António Simões, em 12.12.13

Como resposta ao desafio lançado pela equipa dos Blogs do Sapo, aqui fica novamente o post que escrevi em Abril sobre o melhor livro que li durante este ano, "Um Longo Caminho para a Liberdade" de Nelson Mandela:

 

Muitas linhas seriam sempre poucas para descrever Nelson Mandela. Guiado pelo seu próprio punho, foi através desta obra que mais fiquei a saber sobre uma das figuras mais importantes, e nobres, da história mundial. Se o passado recente da África do Sul passa por quase um século de luta pelos direitos da maioria negra oprimida, os 27 anos que Madiba esteve preso em nome dessa causa conferem-lhe o estatuto de comandante da refrega. Tendo-lhe sido sonegado o direito pelo qual sempre lutou, é difícil de entender como descreve as agruras da vida prisional com uma naturalidade diáfana. No entanto, o sofrimento dessa reclusão é de sobremaneira exposto, aquando da primeira visita a Robben Island de sua filha, genro e neta, que tomo a liberdade de partilhar:

"Não apertava a minha filha nos braços desde quando ela tinha mais ou menos a idade da minha neta. Foi uma experiência vertiginosa, como num romance de ficção cientifica em que há uma distorção no tempo, abraçar assim a minha filha já adulta. Depois abracei o meu novo filho, que me passou para os braços o corpinho minúsculo da minha neta, que não larguei mais durante o resto da visita. Segurar um bebé macio e vulnerável nas minhas mãos calejadas, que há tanto tempo só manejavam coisas como pás e picaretas, foi uma felicidade imensa. Não creio que algum homem alguma vez se tenha sentido mais feliz ao segurar um bebé do que eu senti naquele dia (...) É costume ser o avô a escolher um nome, e optei por Zaziwe - que significa «Esperança». Um nome carregado de significado para mim que, durante toda a minha permanência na prisão, nunca perdi a esperança e que agora não mais me iria abandonar. Estava convencido de que aquela criança faria parte de uma nova geração de sul-africanos para quem o apartheid não passaria de uma memória distante. Era esse o meu sonho."

A sua obstinação como pessoa personifica-se nos seus hábitos diários, em que se levanta diariamente por volta das 5 horas para fazer exercício. Mesmo na prisão, impedido de sair da cela, corria durante 45 minutos sem sair do sítio. Este carácter resiliente, aliado a princípios de solidariedade e tolerância em doses desconhecidas noutro ser humano, possibilitaram que nas várias alturas em que o país seguia rumo à corrente da guerra civil fosse Nelson Mandela a âncora que estacionou a nação no porto da paz, conduzindo tudo e todos até às primeiras eleições livres e multiraciais. O longo caminho para a liberdade não terminou nesse dia pois tal como refere "Ser livre não é apenas quebrar as correntes, mas viver uma vida que respeita e estimula a liberdade dos outros. O verdadeiro teste da nossa dedicação à liberdade ainda mal começou".

Blogs Portugal

2 comentários

  • Imagem de perfil

    De António Simões a 18.12.2013 às 16:39

    Marcou o século passado, bem como a História Universal!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D

    Posts mais comentados

    Tags

    mais tags