Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E porque não eu?

terapia de reflexão para mentes livres e com paciência, SA ou Lda não interessa, pelo menos pensar não paga impostos

E porque não eu?

medina Eu?

por António Simões, em 13.05.13

Nestes dias é com um esgar malicioso que ouço reputadas figuras do panorama opinativo nacional a revelarem conclusões acerca do estado da governação tuga. Uma dessas últimas individualidades foi António Barreto, pessoa que para além de todo o respeito que merece pela sua vida e obra, é sociólogo, profissão pela qual nutro uma simpatia natural. Numa entrevista, o homem que fez um notável retrato social da tugalândia, considerou que o modelo democrático pode muito bem estar esgotado, tendo para isso mesmo contribuído toda a vergonha que a intervenção política tuga tem usado como bandeira da governação. Um bom exemplo disso mesmo é esta coligação, onde um líder diz uma coisa num dia, o outro desdiz no dia seguinte, e depois reúnem-se para dizer que não disseram nada disso. Não querendo tirar os louros de oráculo profético da desgraça a Medina Carreira, eu, aqui neste simplório espaço de divagação internautico, na altura em que o governo de Sócrates foi derrubado escrevi:

"Como vinha profetizando em vários posts desde as presidenciais, as eleições legislativas são agora uma realidade. Realidade essa, fruto da falência do sistema partidário representativo da actual Assembleia de República. É minha convicção cada vez maior, que este modelo político se encontra esgotado. O feudalismo, as monarquias ou as ditaduras (fascistas e do proletariado), que a seu tempo tiveram a conivência popular, caducaram e revelaram-se obsoletas, podendo o mesmo ocorrer a esta democracia assente num partidarismo bacoco e sem ideologias que verdadeiramente diferencie as varias correntes.

A prova do que digo teve ontem assento em plena votação do PEC IV. Como é possível entender que o chumbo se desse com votos favoráveis de partidos tão diferentes como o Bloco e o CDS, ou o PCP e o PSD? Ao chumbarem o projecto, apoiado pelo Banco Central Europeu e Concelho Europeu, não terão chumbado mais nada? É inacreditável que a procura de um entendimento só tivesse uma figura, Sócrates, estando todos os restantes mais preocupados no caciquismo partidário e na crescente ânsia de poder! Já estamos habituados ao marasmo do Presidente, mas desta vez transpôs a fronteira do ridículo e da inoperância. Todos pensaram em tudo, menos no mais importante, Portugal."

Hoje aprendi uma palavra nova, que acho que se adequa aos nossos governantes - gaimira. O leitor procure o seu significado e com toda a certeza concordará...

Blogs Portugal

2 comentários

  • Imagem de perfil

    De António Simões a 15.05.2013 às 00:19

    Só mostra o "calibre" dos políticos que circulam pelo país.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D

    Posts mais comentados

    Tags

    mais tags